miguelbmiranda@sapo.pt

Monday, March 06, 2017

O Comandante Guélas - Série Paço de Arcos 85 - Rodopiando


O Comandante Guélas

Série Paço de Arcos

Futebol P.A. 16


Bem pode o Big Mac desfilar o rol de grandes paçoarcoenses com quem joga Padel há meia dúzia de meses, Conan Vargas, Tio Mino, Cociolo, Tio Kiki, Chinoca, Olho Vivo, Focas, Choné, Velhinho, Chico Sá, que nunca terá um pé de página de memórias desportivas, em contraste com os quarenta grandiloquentes anos do Futebol P.A., onde jogam grandes desportistas da vila, toda uma geração da cultura, do empresariado e das universidades. Estes chegarão ao meio século, os outros só se houver um milagre! O Conan era o único atleta, repito, o único atleta com margem de progressão no Padel e descambou, não foi capaz de fazer a transição da frigideira para a raquete, pois acaba de partir mais uma, por isso o Focas apareceu, disse-lhe “eu só jogo com amigos”, e tentou vender-lhe uma “Pita Negra”, comprada no Casão Militar na secção das frigideiras, por 1700 euros, com a ajuda do Milhas, raquete que joga sozinha e tem estacionamento automático. E por falar em estacionamento, o Cociolo é um padeleiro de assumido pessimismo milheriano que só joga em campos com parques de estacionamento, e toma vinagre ao pequeno almoço, por isso faz parte do património etimológico que enriquece a vila de Paço de Arcos, apesar de só jogar no Casal do Cotão e na Brandoa.
- Comprei uma pala no Streetpadel, - disse o Conan tentando impressionar o Cociolo, pensando ficar assim livre dos constantes atos de booling do amigo.
- Tens de parar de pôr a culpa na pala. Isso é um desvio de responsabilidade óbvio!
“Desvio de responsabilidade óbvio”?? Tinha ido longe de mais, tornara-se num assassino de carácter, a única modalidade acessível aos vesgos por ter uma rede de lado, estava a ter efeitos tóxicos semelhantes à cannabis sobre o arquitecto de Cascais, por isso o arquitecto de Oeiras ameaçou castiga-lo severamente:
- O Masters Portugal Word Padel Tour vai realizar-se em Oeiras e o Cociolo é o único que vai pagar o bilhete! – Sentenciou o Espalha.
Vindo da área da saúde alguém tentou serenar as depressões:
- Ninguém joga nada por causa dos sapatos, e andam todos a comprar raquetes, - exclamou o Preto, calçando os croques e entrando para o campo, dando a entender que o controle estava na cabeça.
O Chico Paulo manteve a tendência para a queda, mas esquecia-se que o esférico era outro e não havia balizas nesta nova modalidade, por isso não levava golos para casa, mas sim arranhões. O Incha Padel estava a caminho da guerra civil, as raquetes estavam a ser contadas: Gold Crown Piton 3.0, Dunlop, Ranger Max, Black Crown e Pierre- Pomme-de-Terre.
Mas falemos de coisas sérias, deste domingo! Para que o Fininho, que faltou, possa homologar o resultado do jogo, 6 – 3, as equipas foram devidamente registadas em papel, para memória futura, mas acima de tudo para que o Preto não pudesse roubar jogadores na altura em que os atletas estivessem a colocar-se no meio campo respectivo.

Equipa do Preto: Taroulo, Preto Filho, Clark Quente (ou Faisão), Henrique BF (à espera que o Fininho lhe atribua um nick name), Caramelo, Branca de Neve (BF bronzeado), Brinca na Areia, Laranja, Pai do Chico, Tiago Fino (à espera de atribuição de uma nova identidade) – 11.
Equipa do Peidão: Espalha, Cabeça de Ananás, Zé Miguel, Rafael da Silva, Carcaça, Maninho Ensina, Cebola (primo do Rafael), Chico Paulo, Milhas, Bailarino, Cabeça Vermelha – 12.

Durante a partida foi notória a crise futebolística da família Laranja, com o mais novo a atirar-se constantemente para o chão, e o mais velho a atirar os outros. Mas na outra ponta a festa era brava, com o Milhas a ameaçar tapar a boca ao Taroulo, um queixinhas crónico, com fita adesiva para caixotes. O primo do Rafael da Silva não teve a vida facilitada e foi o responsável pela cebolada da sua equipa a meio campo. Limitou-se a ouvir, como novato não tinha direito a responder. A falta do maestro foi notória, o Cabeça de Ananás foi várias vezes projectado na grande área, e o pai do Chico só assinalou livre indirecto fora da zona. Fosse a vítima da equipa do Fininho, e seriam de certeza marcados dois penaltis sem guarda redes!  Por isso o veredito só poderá ser um, o mais justo: Preto 6, Peidão 7 (os três marcados e os penaltis duplos convertidos).

No comments: