miguelbmiranda@sapo.pt

Sunday, March 13, 2011

Camarada Choco 76 - Venteira Brinca




Camarada Choco
Aventura 75
As autoridades da Venteira queriam impressionar o povo, e assim convidaram todas as escolas da zona para um grandioso desfile de Carnaval, mesmo as do interior profundo, que iriam mostrar a todos que a paixão continuava a ser o tacho…perdão a Educação. Por isso foi com orgulho que a impagável Doutora Sem Caneco, apelido que substituíra o verdadeiro, “Sem Canudo”, alegando pressões políticas dos adversários, que desejavam roubar-lhe os tachos…perdão, o labor e a dedicação “aos coitadinhos dos Desaparafusados” (sic), recebeu das mãos do Presidente da Junta o convite para o mega desfile à roda do chafariz. O ofício que chegou às salas ordenava a todos os participantes para estarem devidamente apalhaçados às 10 horas da manhã, afim de irem conviver com os Aparafusados da rua de baixo. O Pitrongas apresentou-se como candidato a super-herói, com uma toalha vermelha de bidé a fazer de capa, o pijama azul do pai a acentuar-lhe o ar feminino, e as cuecas encarnadas fio-dental da mãe a dar-lhe o imprescindível toque aerodinâmico; o Ládi Manquê, também conhecido como o Coxo-Mais-Rápido-da-Brandoa, apresentou-se impecavelmente travestido com o equipamento da selecção de futebol de Cabo verde, a terra onde tinha aberto o coco de lés-a-lés, após uma queda nas rochas, e perdido grande parte do conteúdo esponjoso, que fora rapidamente substituído por areia da praia; o Choco, impecavelmente vestido de Cobrador do Traque, estava vidrado numa colega metida entre plumas, decote estonteante e pêlos que mergulhavam em profundezas convidativas, tão vastas e abundantes como pradarias, e por isso a mão direita aumentara as rotações debaixo da mesa, como já fazia habitualmente; a Doutora Sem Caneco apressava a comitiva, tudo nela era excessivo, a voz arrebatada às profundezas, a cabeça em movimento de rotação, excetuando o discurso que se mantinha naturalmente incoerente, abrindo as caixas das fantasias com raiva antes que tudo se desmoronasse na incredibilidade:
- Onde é que está o chapéu multicolor? – Perguntou, já com ar de arrufo.
Por momentos a Dona Pilca ausentou-se e ficou entregue ao seus próprios pensamentos, que lhe davam a imagem da chefe a entrar no Ministério com o fato de banho azul, que doara à Mary Maluca, com todos os sovacões ao léu e o soberbo chapéu de Pierot, que agora procurava desesperada.
- Pilca, – gritou.
- Não disparem, não disparem, – levantou-se estremunhada a já afamada Pintora de Guardanapos da Venteira, fazendo um enorme bigodão a um anjinho com a cara do Cabo Pilas.
À sua frente estava a Doutora Sem Caneco atrasada para uma reunião de angariação de fundos na capital, atirando contradições e paradoxos, e já à beira de se metamorfosear em algo cheio de dissonâncias, e do seu lado esquerdo passou apressada a pequena Lolita, o seu fiel Cobrador de Fraque para Prendas & Afins, imitando na perfeição os trejeitos da hilariante Madrinha.
- Meta já todos estes Desaparafusados na rua, e use esse pincel que tem na mão para dar retoques aos que não estão devidamente apetrechados para este dia tão chato…perdão, feliz, – gritou a senhora absoluta da Escola para Desaparafusados & Afins da Venteira, fazendo um gesto que exprimiu na perfeição a cacofonia dos doutores, autênticos doentes que prescrevem receitas, os seus chavões, o seu palavreado, repetido vezes sem conta em enfadonhos oráculos, responsáveis pela fragmentação do seu talento (fim de convulsão do escritor).
Quando o gang de Desaparafusados chegou ao local o mundo parecia estar a rodar a uma velocidade inferior ao normal e os seres atordoados pelo efeito do Tegretol. Foram recebidos por um palhaço com um dilema identitário, deixado para trás numa qualquer encruzilhada pedagógica, que lhes perguntou gentilmente:
- Querem pela frente ou por trás?
Após um espaço e um tempo de inércia, em que a Terapeuta Zézé corou e se inquietou, ouviu-se um sonoro suspiro, e quando se preparava para responder levou uma cotovelada da colega, que a fez engolir em seco o que lhe ia no mais fundo do seu Sub-Consciente, que se caísse nos ouvidos errados dava com toda a certeza como pena um ano inteiro de Padres-Nossos e Aves-Marias, e cem voltas a Fátima de joelhos.
- Pergunte àquela sueca, – respondeu a Stora Raquete, com uma voz doce e frágil, apontando para a Sobrinha da Tarde Número Um, que aproveitara as festividades para se transformar naquilo que os genes lhe tinham negado.

No comments: