miguelbmiranda@sapo.pt

Monday, January 15, 2018

O Comandante Guélas - Série Paço de Arcos 104 - Remata!






O Comandante Guélas

Série Paço de Arcos

Futebol P.A. 35


“Remata” foi eleita a palavra bulling neste domingo solarengo em que um dos jogadores veio de pijama, o famoso médio campista Rafael Marques. Mais uma vez a vitória coube ao Fininho, um elemento essencial para manter a qualidade desportiva do Futebol P.A. e a sanidade mental, da qual o Espalha tem dúvidas, pensamento que afeta gravemente o visado, do Tigre de Bengala. O Clark Kent veio para o jogo traumatizado com os acontecimentos no Torneio da Sueca em Tondela, e não jogou futebol, mas sim dominó:
- A culpa é da polícia, que não classificou aquele jogo como um encontro de Risco Elevado, e agora arrisco-me a ir abrir o noticiário em Viseu.
E a equipa do Peidão teve de gramar com este artista, irmão do lendário Chico e filho de um mestre de Kung Fu com chuteiras que, em cada contra ataque, dava dois passos para trás e um para a frente, acabando invariavelmente por atrapalhar a sua própria defesa, e a ser o causador de dois dos três golos da equipa do Caramelo, porque de cada vez que se sentia encurralado dava um biqueiro para onde estava virado. E como a imparcialidade é uma característica destas atas, o Carcaça foi o autor, contra todas as perspectivas e a seriedade estatística do Fininho, de um golo consciente, após ter escorregado no capachinho do Choné, que tapa a marca da grande penalidade da baliza mais perto do hotel do dono do campo. O Dédé, um brinca na areia do tamanho do Marques Mendes, esteve em estilo carrossel, na grande área adversária, tendo influenciado negativamente a maioria dos colegas, o que levou o condutor, contabilista no final do jogo, da equipa, a lançar uma campanha de sensibilização ao golo, através de um feed-back pedagógico: Remata! Mas o inesperado aconteceu. A palavra não fazia parte do léxico do Clark Kent, ou Faisão caso esteja a jogar com carrapito, e este reagiu estilo Chico Marinheiro, gritando desesperado por silêncio, ato prontamente aproveitado, em termos táticos, pelo Fininho, que nunca mais lhe deu descanso. O Primo do Chico Paulo (Chico este que insiste em utilizar os ténis padeleiros neste jogo viril, dando sempre a sensação de jogar em pantufas, com pezinhos de lã) um jogador que demora meia hora a equipar-se, e que põe Vick Vaporub nas pernas, finalmente expressou-se neste jogo que é sempre intenso, e pediu tréguas para o Faisão:
- Deixem o galináceo em paz, senão perco o jogo!
E perderam! Justiça seja feita ao Maninho Ensina, um livre pensador híbrido, que joga sempre em anóxia na direcção oposta à da sua equipa, mas que desta vez mostrou a todos, a arte de bem dominar as bolas, tendo feito jogadas dignas de manual, e correspondido ao apelo do responsável máximo da sua equipa, hierarquicamente logo abaixo do Fininho, que jogava do outro lado da barricada:
- REMATA!

No comments: